Postagens Recentes

1 de out de 2013

Entrevista com a ficwriter Juliana Cantalice



Olá, meus amores! Como vão?
Bem, hoje nós temos mais uma entrevista! A bola da vez é a ficwriter Juliana Cantalice, ou Juh Cantalice, como é conhecida no Nyah! Fanfiction.
Bom, ela é a autora da fanficton “Não Se Apaixone Por Mim”, a dona da minha primeira crítica aqui, no Cookie Robsten!
Espero que vocês curtam muito cada palavrinha da Juh!
Enjoy! ;)

1. Vamos começar falando de como é a Juliana Cantalice? Quais as diferenças entre a Juliana pessoa, e a Juliana como autora?
Posso dizer que uma Juliana é bom complemento da outra. ~risos~
Como pessoa sou extremamente formal, reflexiva e calma... poucas coisas nessa vida me fazem perder o controle. E por muitas vezes sou retraída. Em contra partida, meu comportamento (seja ele bom ou ruim...) é expresso muito intensamente, e minhas necessidades são fortemente percebidas. E é aqui que nasce a Juliana “autora”, da necessidade que tenho de me expressar. A Juliana “pessoa” é muito conscienciosa, e especialmente atenta. E a Juliana “autora” é mais despretensiosa... arrisca mais, e não se preocupa se está sendo observada, ou até mesmo julgada de maneira errada. Ela é corajosa. É um ótimo contraponto...

2. Como você descobriu o mundo das fanfictions?
Descobri as fanfictions em 2011, quando conheci, através do twitter, a autora Linda Ferrari, e foi por uma história dela, chamada “Youth Of America” (recomendo muito!) que ler fanfics se tornou um vício.

3. Há quanto tempo você escreve, e o que a fez perceber que realmente levava jeito para a coisa?
Escrevo há pouco tempo. Mais precisamente desde 08/01/2012, data em que publiquei minha primeira fanfic, chamada “Just Remember”, em parceria com uma grande amiga, a Mah Spolador. O enredo dessa fanfic veio, em parte, de uma experiência pessoal que tive com minha mãe. Certo dia, eu meio que precisava “desabafar”, então sentei e comecei a escrever... pouco mais de uma hora depois, eu já tinha o prólogo e o primeiro capítulo da história. Comentei com a Linda que tinha tido um “surto criativo”, e ela me incentivou a publicar, porém eu ainda estava bem insegura. Nunca tinha publicado nada! Então conversei com a Mah, e a convidei para escrever comigo... a melhor coisa que fiz, uma vez que ela é excepcionalmente talentosa. Foi com ela que apreendi a escrever, por assim dizer... devo muito a ela.
Quanto a “levar jeito para a coisa”, sem modéstia nenhuma, acho que tenho muita coisa para melhorar. Como autora, ainda me sinto muito crua. Estou trabalhando nisso...


4. Sua fanfic de maior sucesso se chama “Não Se Apaixone Por Mim...”, e eu inclusive fiz uma crítica sobre ela no blog! Qual foi sua inspiração na hora de criar o jornalista (Edward) e a vendedora (Isabella)?
Primeiramente, gostaria de tornar pública a minha gratidão e alegria pela crítica que você fez no blog! Suas palavras foram lindas... mesmo! Obrigada por todo carinho e confiança, Eve! ;)
Bom, posso dizer que a essência de NSAPM está lá no terceiro livro da série Fallen, que se chama Paixão. Quando li, fiquei completamente apaixonada pela história de amor do anjo pela mortal. De fato, era um amor impossível, que no terceiro livro foi contado por tantos prismas diferentes.  Luce de fato não poderia se apaixonar por Daniel, mas o sentimento deles sempre era mais forte que qualquer razão. Era um sentimento devastador! Então comecei a adaptar a história, para que se tornasse uma fanfic de Twilight, e assim o enredo se moldou, de uma maneira interessante e bem independente. Adaptei tanto, que hoje não se vê mais nada de Fallen, ali... ~risos~
Quanto à inspiração para criar os personagens, eu não queria fazer de Edward um policial, porque não me agradava vinculá-lo a uma hierarquia trabalhista. Então, decidi que ele seria um jornalista independente, porque, de fato, o rapaz irá investigar o passado de Isabella. Lá para o final da história, fatos desencadearão essa investigação minuciosa. Ele viajará para a cidade natal dela, irá entrevistar pessoas importantes, e descobrir grande parte do segredo. (Olha... que baita spoiler soltei aqui! ~risos~). Já Isabella como vendedora, nasceu para ser uma espécie de “máscara”. Para quem lê a fic, sabe que ela vive um personagem para proteger um segredo do passado, e nesse contexto, entendi que ela precisava ter uma profissão mais corriqueira.

5. A música tema dessa fanfic é Same Mistake, do cantor inglês James Blunt. Ela foi escolhida depois de você começar a trabalhar na história, ou quando o enredo estava apenas na sua cabeça? E qual frase você destacaria para fazer uma analogia com NSAPM?
Same Mistake foi escolhida quando eu comecei a trabalhar na história, e defini como seria a personalidade de Isabella. Escolher apenas um trecho da música é bem difícil, pois ela é meio que um “pensamento” dessa personagem, em sua totalidade. Com muita dificuldade de escolha (!!), deixo a seguinte estrofe:

“Então, enquanto eu virar em meus lençóis
E mais uma vez, eu não consigo dormir
Saia pela porta e sobre a rua
Olhe para as estrelas
Olhe para as estrelas, caindo,
E eu me pergunto
Onde, eu errei?”

6. Lendo suas histórias, eu percebi que seu vocabulário é muito vasto, e que sua escrita é extremamente madura e profissional. Quando exatamente começou seu relacionamento com a leitura/escrita?
Acredito que existe um livro certo para cada pessoa no mundo... um livro que serve como “pontapé” inicial, para que a leitura vire um hábito prazeroso em sua vida. Assim, meu relacionamento com a leitura começou com os livros Twilight, mesmo. Conheci a Saga em 2010, quando a globo apresentou o primeiro filme. (Yes... a primeira vez que assisti Twilight, foi com aquela dublagem ridícula da Globo!). Gostei tanto do filme, que comprei os livros no dia seguinte. Li todos em uma semana!
Já o vocabulário vasto, com certeza, vem da minha faculdade. Eu curso Direito, e logo, tenho que ler muito e escrever ainda mais, sem repetir termos e tudo mais... 

7. Nos capítulos de NSAPM, eventualmente você cita algumas obras e autores. Esse é o reflexo do seu gosto pessoal?
Eu não diria que é um reflexo do meu gosto pessoal. Apesar de gostar de todos os autores que eu cito, acaba sendo mais um reflexo do enredo, em si. Os trechos são “costurados” para se encaixar na história, e no momento dos personagens.

8. Qual o seu “ritual” no momento de escrever suas histórias?
Acima de tudo preciso de silêncio para escrever, uma vez que não consigo me concentrar com barulho ao meu redor. Logo, eu só consigo escrever no silêncio da noite, que é o horário em que a família toda já está dormindo. ~risos~

9. Junto com as suas notas finais, você sempre posta as notas da sua beta. Qual a sensação de ter a pessoa que corrige seus escritos, tão envolvida e rendida na trama que você mesma elaborou?
Qual a função de uma beta reader? É identificar, com um olhar crítico, melhorias no texto tanto na escrita, quanto na coesão das ideias.
Mas posso afirmar, com toda certeza, que a minha beta vai além de tudo isso. A Dani é a pessoa que está mais próxima a mim, quando o assunto é NSAPM e seus personagens. Sempre que tenho uma ideia para a fic, sinto uma necessidade imensa de compartilhar com ela, pois é ela que me ajuda a “filtrar” essas ideias malucas, e adaptá-las para o contexto do enredo.
Muito se engana quem pensa que escrever é uma atividade solitária. Que é uma relação apenas do autor com o Word. Escrever vai além disso! Essa atividade é uma via de mão dupla, afinal, todo autor acaba sendo “influenciado” por seus leitores, através das críticas, ou no caso das ficwriters, através dos reviews e das recomendações. Nesse ponto, a sinergia que tenho com a Dani representa isso muito bem. Os constantes feedbacks que ela me dá sobre o universo de NSAPM, coisas como escrita, construção dos personagens, situações e etc, me ajudam muito a fazer da fic algo mais coerente e apresentável. Então posso dizer que, sem o apoio dela, talvez esse trabalho ainda estivesse no papel. Agradeço muito a Dani... ela é demais!!!

10. O que faria Juliana Cantalice, dizer a alguém “Não se apaixone por mim!”?
Hummm, pergunta difícil, afinal paixão é um sentimento que não se controla. ~risos~
Talvez, se eu estivesse na situação de Isabella, diria isso para a outra pessoa, pelo simples fato que querer protegê-lo. Se eu sentisse que a relação seria arriscada e até mesmo perigosa, exatamente como acontece em NSAPM...




E então? Gostaram?
Eu particularmente amei! Isso sem contar o trabalhão que foi para Juh e eu conseguirmos realizar esse feito! Que mulher ocupada, meu Deus! ~risos~
Bom, eu gostaria de agradecer a Juh imensamente, por ter apertado seus horários e, ter nos concedido a entrevista! Sem falar nos spoillers, eu amei essa parte, também!
Ah, outra coisinha: a Juh é querida não apenas por mim, mas também por suas fiéis leitoras... Por isso, eu me vali dos talentos da Eclipse She, para fazer um vídeo para NSAPM! O link segue abaixo... ;)
E é isso, aí! Beijocas, a até a próxima! ;)


Link do perfil de Juliana Cantalice: http://fanfiction.com.br/u/120665/



Postado por Evelyn Sant’anna, a pessoa que esperou pela boa vontade de Juliana Cantalice em conceder-lhe uma entrevista, por quase dois meses!


Postado por Evelyn Sant'anna

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Não esqueça de comentar/seguir e deixar a sua opinião.
- Anônimo está liberado, seja educado.
- Qualquer dúvida e/ou sugestão, pode entrar em contato através do e-mail masenstale@hotmail.com
Enjoy!